Resíduo Zero
Composição do Produto

Emulsão óleo em água (EW) contendo 11,61% de Bacillus thuringiensis subespécie israelensis estripe AM65-52, com a potência 1200 ITU/mg

Inseticida que controla larvas de mosquitos Culicidae e moscas negras da família Simuliidae

Autorização de venda PT/DGS ARMPB-82/2016 concedida pela DGS

VECTOBAC® é uma marca registada por Sumitomo Chemical Agro Europe S.A.

10 L

Ficha Técnica
Ficha Segurança
Ficha DGS
Folheto
Comprar

VECTOBAC® 12AS é um inseticida que controla larvas de mosquitos Culicidae, incluindo os géneros: Aedes sp., Anopheles sp., Culex sp., Culiseta sp. e Ochlerotatus sp. e moscas negras da família Simuliidae. As aplicações podem ser terrestres ou aéreas sobre superfícies de águas, fossas séticas, canalizações e esgotos. VECTOBAC® 12AS é um produto de resíduo zero, é uma solução segura para o Homem e meio ambiente. Não tem ação nos auxiliares ou polinizadores.

Sem imagem disponível
Mais informação
Modo de Ação

Bacillus thuringiensis (Bt) é uma bactéria Gram-positiva que existe naturalmente no solo. Durante a sua esporulação, produz um cristal proteico, a substância ativa dos produtos formulados. Os cristais podem conter uma ou mais proteínas inseticidas, denominadas Cry, mas também delta- endotoxinas ou toxinas Cry. As proteínas Cry tornam-se tóxicas para muitas espécies de insetos após a sua ingestão e solubilização no intestino médio das larvas. O Bt atua por ingestão, o inseto pára de se alimentar imediatamente e morre em dois dias.
As proteínas Cry, detentoras do poder tóxico contra os insetos, são sintetizadas na forma de protoxinas. Estas são clivadas por proteases e desta forma são ativadas. Após o reconhecimento da toxina, esta provoca a formação de poros e um desequilíbrio iónico pelo aumento de transporte de potássio (K+) e outros catiões para o interior da célula. Como resultado deste fenómeno dá-se a destruição das microvilosidades, hipertrofia de células epiteliais, vacuolização do citoplasma e lise celular.
O inseto ao ingerir o VectoBac® 12 AS e com ele o cristal proteico (Cry4), este é solubilizado no intestino médio do inseto, provocando a paralisia dos músculos e septicemia resultando na morte do inseto.

Usos e Condições de Aplicação

As aplicações de VectoBac® 12AS podem ser terrestres ou aéreas, feitas por profissionais especializados em desinfestação.

Inimigos alvo
Mosquitos
Família Culicidae, incluindo os géneros: Aedes sp., Anopheles sp., Culex sp., Culiseta sp. e Ochlerotatus sp.
Estádios larvares L1 a L4
Mosca Negra
Família Simuliidae (mosca negra Simulium sp.) Larvas em todos os estágios

Inimigos alvo

Mosquitos
Família Culicidae, incluindo os géneros: Aedes sp., Anopheles sp., Culex sp., Culiseta sp. e Ochlerotatus sp.
Estádios larvares L1 a L4

Mosca Negra
Família Simuliidae (mosca negra Simulium sp.) Larvas em todos os estágios

Respeitar as doses de aplicação recomendadas e ler as instruções antes da utilização.

Aplicação terrestre Volume de calda Aplicação aérea Volume de calda
Aplicação com pulverizador manual de ar comprimido. 0 – 300 L/ha Pulverização com bicos de redução da deriva, como bicos de leque plano e bicos de indução de ar (recomenda-se um tamanho de gota entre 400-800 μm para evitar a deriva). 0 – 300 L/ha
Aplicação com pulverizador de dorso ou atomizador 0 – 300 L/ha
Aplicação com pulverizador pneumático montado em veículo 0 – 1000 L/ha

Aplicação terrestre
Aplicação com pulverizador manual de ar comprimido: 0 – 300 L/ha
Aplicação com pulverizador de dorso ou atomizador: 0 – 300 L/ha
Aplicação com pulverizador pneumático montado em veículo: 0 – 1000 L/ha

Aplicação aérea
Pulverização com bicos de redução da deriva, como bicos de leque plano e bicos de indução de ar (recomenda-se um tamanho de gota entre 400-800 μm para evitar a deriva): 0 – 300 L/ha

Ter em conta o ciclo de vida e as características dos insetos alvo a controlar para adaptar os tratamentos em conformidade. Recomenda-se, em particular, visar o estado de desenvolvimento mais sensível do organismo alvo, no momento das aplicações e nas áreas a tratar.
Aplicar sobre superfícies de águas, fossas séticas, canalizações e esgotos.

Inimigos alvo Época de aplicação Doses / concentrações
Mosquitos

O produto aplica-se puro ou após diluição na água. O volume de água varia entre 0 a 1.000L, consoante o equipamento de aplicação.
A dose depende da densidade da população, do estádio larval assim como da qualidade da água.
As doses mais baixas (0,25 – 1,5 L/ha) eliminam os organismos de forma adequada desde o estado L1 até ao início do estádio L4. Na eventualidade de a densidade de larvas ser superior, predominar o estádio L4, a água conter um nível elevado de matéria orgânica ou existir uma substituição importante de água, devem utilizar-se as doses mais altas (1,5 – 2,5 L/ha).
Tempo de atuação: entre 4 a 24 horas após aplicação.

0,25 – 2,5 L/ha

Moscas negras

O produto aplica-se puro ou após diluição na água. O volume de água varia entre 0 a 1.000L, consoante o equipamento de aplicação.
A concentração da aplicação na água está relacionada com as características de determinado curso de água (rapidez de fluxo, caudal, turbidez, temperatura, etc.)
Utilizar doses altas quando os cursos de água contiverem concentrações altas de matéria orgânica, lodo, algas planctónicas, sais, vegetação aquática densa ou quando se quiser aumentar o alcance.
Tempo de atuação: entre 4 a 24 horas após aplicação.

0,5 – 40 ppm/min.

Mosquitos
Época de aplicação:

O produto aplica-se puro ou após diluição na água. O volume de água varia entre 0 a 1.000L, consoante o equipamento de aplicação.
A dose depende da densidade da população, do estádio larval assim como da qualidade da água.
As doses mais baixas (0,25 – 1,5 L/ha) eliminam os organismos de forma adequada desde o estado L1 até ao início do estádio L4. Na eventualidade de a densidade de larvas ser superior, predominar o estádio L4, a água conter um nível elevado de matéria orgânica ou existir uma substituição importante de água, devem utilizar-se as doses mais altas (1,5 – 2,5 L/ha).
Tempo de atuação: entre 4 a 24 horas após aplicação.

Doses / Concentrações:
0,25 – 2,5 L/ha

Moscas negras
Época de aplicação:
O produto aplica-se puro ou após diluição na água. O volume de água varia entre 0 a 1.000L, consoante o equipamento de aplicação.
A concentração da aplicação na água está relacionada com as características de determinado curso de água (rapidez de fluxo, caudal, turbidez, temperatura, etc.)
Utilizar doses altas quando os cursos de água contiverem concentrações altas de matéria orgânica, lodo, algas planctónicas, sais, vegetação aquática densa ou quando se quiser aumentar o alcance.
Tempo de atuação: entre 4 a 24 horas após aplicação.

Doses / Concentrações:
0,5 – 40 ppm/min.

Medidas de Mitigação do Risco

Durante todas as fases de exposição (manipulação, preparação da calda e aplicação) utilizar luvas resistentes a produtos químicos (luvas de nitrilo), uma combinação de proteção (hermética a pulverizações), óculos de proteção e uma máscara de proteção EN FFP3

O produto não deve ser aplicado por pessoas altamente imunodeprimidas ou a receber tratamento imunossupressor.

Os trabalhadores que entrem num arrozal após a aplicação, devem usar fato-de-macaco e luvas de proteção durante 24 horas após o final do tratamento.
Estabelecer uma área não acessível à população em geral durante o tratamento e até à secagem do pulverizado.

Em caso de utilização nas águas de rega dos arrozais, deve ser respeitado um intervalo de um mês entre a aplicação e a colheita.

A pessoa responsável pelo controlo deve garantir que o pessoal encarregado do controlo possui os conhecimentos suficientes sobre: 1 – mosquitos e moscas pretas e os seus ciclos de vida, como larvas e adultos; 2 – utilização do equipamento de aplicação adequado; 3 – preparação da dose recomendada.

Não exceder 8 aplicações com um intervalo mínimo de 10 dias entre si.

O utilizador deverá cumprir as exigências das autoridades locais e respeitar as condições necessárias antes de utilizar o VectoBac® 12AS em ambiente natural.

São necessárias autorizações específicas para a aplicação de VectoBac® 12AS em áreas abrangidas pela rede Natura 2000, em zonas protegidas ou em reservas naturais.

O utilizador deve registar toda a informação relativa às aplicações, indicando as situações específicas das zonas tratadas, datas precisas de tratamento, assim como as quantidades, doses e concentrações utilizadas. Esta informação deve ser mantida durante pelo menos 10 anos e ser fornecida às autoridades locais ou investigadores, caso o solicitem.

Aplicação aérea

O público em geral deve ser informado da aplicação aérea (por exemplo, através de cartazes de aviso em redor da área tratada antes, durante e até 48 horas após o tratamento).

Durante as aplicações aéreas, respeitar uma distância mínima de segurança de 50 metros entre as zonas tratadas e as habitações.

Aplicar por via aérea unicamente quando a aplicação por via terrestre não for possível e apenas para superfícies a tratar superiores a 0,5 ha.

A pessoa responsável pelo controlo deve assegurar que o equipamento de aplicação é adequado para a aeronave selecionada, está devidamente calibrado e que a deriva causada pelo vento será mínima no local da aplicação, a fim de garantir a dose correta de aplicação e limitar a exposição do solo.

A aeronave deve estar equipada com um Sistema de Posicionamento Global (GPS) profissional que permita uma aplicação precisa do VectoBac® 12AS.

Precauções Toxicológicas, Ecotoxicológicas e Ambientais

EUH208; EUH210; EUH401; P102; P270; P280; P302 + P352; P501; SPgPT1; SPgPT2; SPgPT4